logo

ENGLISH

12 de Maio

Margarida Carvalho (PT)

Escola Superior de Comunicação Social, Instituto Politécnico de Lisboa

Holds a BA and an MA in Communication Sciences by the Faculty of Social Sciences and Humanities of the New University of Lisbon (UNL). She has been a faculty member at the College of Communication and Media Studies (Lisbon Polytechnic Institute) since 1998 where she currently teaches the courses of “Art and Communication” and “Semiology”. As an academic, her main research focus is on digital arts, ranging from activism to participatory culture. Her book Technological Hybrids was published by Nova Vega in 2007, and several of her articles have been published by the online magazines such as Interact, INFLeXions and Virose, the Communication and Languages Journal of the Center for Communication and Language Studies (CECL-FCSH-UNL). She is currently working on her Ph.D. thesis on participation and digital arts.



RESUMO

Tecendo Encontros: Notas sobre uma Arte da Participação


No início do século XXI, com o fenómeno da convergência digital, a consagração da Web 2.0 e a expansão do user-created content, a diminuição do custo das câmaras fotográficas e de vídeo e a proliferação de telemóveis, laptops e tecnologias wireless assistimos ao surgimento de uma nova vaga de media, de carácter informal, pessoal, por vezes “minoritário”, potenciando as redes sociais, a cultura de fãs, da partilha e do remix. À medida que as redes digitais se imbricam profunda e integralmente na nossa experiência a figura da “participação” vai-se consolidando como uma das mais complexas e controversas do discurso crítico contemporâneo, nomeadamente no que concerne a arte contemporânea e a new media art.


Ora, a figura da “participação” como prática ou postulado atravessa a arte do século XX desempenhando um papel fundamental na sua autocrítica, no questionamento da figura do autor e na diluição das fronteiras entre arte, “vida” e sociedade, dando ênfase ao processo, ao quotidiano e ao comunitário. Como tal equacionar a new media art à luz de uma “arte participativa” (Frieling, 2009) convoca um duplo olhar simultaneamente atento às figuras emergentes de uma “estética da participação” nas artes digitais e à genealogia na qual esta se inscreve.


6/14

seguinte: → Christoph Korn (D)

anterior: ← Eric Kluitenberg (NL)